19.9.06

Tentando entender as mulheres

Todo homem deveria ter um carro
ou senão nem precisava ter testículo;
de que vale um testículo sem carro?
Sem um carro, testículo é um saco.

Certíssimo

Deve ser algo nas revistas que elas lêem
Mulher!
Ou quem sabe naqueles cosméticos...
Mulher!

Pra cada satisfeita...
Mulher!
Existe um homem morto.


Fred 04 - Mundo Livre S/A

17.9.06

Pensando em ti - parte III



Mais que a eternidade de todo o sempre
e muito mais que o infinito sem fim;
mais que a unanimidade de todos,
mais que com certeza sim!

Mais que o mar salgado de Pessoa
Muito mais que as estrelas do céu
Mais maior que o muito grande
Mais que o nosso seu e meu.

És pleonasticamente assim
vejo com meus próprios olhos
entrar dentro do mim (e no fundo)

é pleonasticamente muito

apenas porque esqueço do mundo
e me pego pensando em ti.

16.9.06

Mais iniciativa cultural - uma idéia que dá certo!

Outra vez compareci ao Mercado Municipal;
outra vez me surpreendi.
O que foi bom na semana passada, ficou melhor nessa semana. Com músicas muito agradávei, o Tele anunciou o lançamento do seu cd!

Destaque pro baixista, Pedro - que demontra um bom gosto e tranquilidade insubstituíveis, apesar da parca técnica, nos proporcionando um ótimo grave - lembrando a solidez de Entwistle. Muito bom, está de parabéns.

Estão de parabéns.
- Dayen-de-sapato-novo -

- Gabriel Maaaaaarques -


Braizinho PNC (fera!) e o Fantástico Pedro formam a cozinha do Tele!




Flores. Passaria um dilúvio inteiro staring...




Vc só escuta os mesmos cds sempre? Porque não deixa de ser resistente e procura conhecer os talentos que, de repente, podem ser seus vizinhos?

An? an? an?

Sábado que vem o Tele convida o Mull, não deixem de conferir. O Mull faz um som muito legal, são rocks que a gente não costuma ver por aí, vale a pena!



e no dia 30 de setembro, em plena primavera -------> Tele convida Pedro Flora.
Isso mesmo. O acrobata não vê a hora de tomar parte desse momento (diria histórico momento) musical divinopolitano.



Muuuuuitíssimo agradecido pelo convite.

Em corrida desabalada!


A poucas semanas da eleição, a cena política divinopolitana se aquece.
E vc? Já escolheu em quem votar?
Flashes de alguns dos candidatos no tête-à-tête!



Domingos Sávio no quarteirão fechado da Rua São Paulo - sede do Legislativo Municipal durante o dia e tumultuado antro criminogênico durante a noite (e durante o dia também, por que não?)

Rodrigo Kaboja, ladeado por Garcia Jr. e um Robert aí. Também no famigerado quarteirão fechado.

Jaime Martins Filho abraçando um fiel, no Mercado Municipal de Divinópolis.

14.9.06

Em negrito e caixa alta!

Ninguém concorda mais com o Chico (o Buarque) do que o Pedro Flora

Tem coisa que é bonita mesmo, de verdade... só que igual a bailarina não tem!

Fica lá com o pé em ponta doendo horrores e ainda consegue sorrir de um jeito que esquenta até a mais gélida geleira gelada do confim.


Ontem, tive o imenso Prazer (com P maiúsculo mesmo) de assistir a um espetáculo da Cia. de dança Sesiminas, no teatro Sesiminas - como parte do projeto "quarta cultural". Realmente um espetáculo.





Uma das bailarinas me é especial; e facilmente o poderia ser com um E maiúsculo! Digamos... "especial" em negrito e CAIXA ALTA!

Até agora não sei ao certo se era um anjo, uma fada

ou se era A Bailarina mesmo.
O que importa é que eu fui.

E gostei.
Muito.



Mesmo dormindo 2 horas na noite passada e acordando as 4 pra pegar o busu pra Divinópolis, senti um bom humor me preencher da raiz do cabelo até o dedão do pé.
E sinto que perdurará por dias.

11.9.06

Guentando a ôia calado.

Quanto você paga mensalmente pelo serviço de telefonia básica?

Já reparou que a soma só vem aumentando ao longo dos anos?

A relação custo/benefício no âmbito das telecomunicações pende muito mais pro lado do custo que do benefício. Possuímos plena capacidade tecnológica pra montar um sistema menos corrosivo ao bolso do consumidor, mas isso teima em não acontecer.

Como disse minha avó: “­­­‑ a Máfia no Brasil é tão forte que nem aparece”. Vou além, dizendo que ela aparece sim, na maior cara de pau, uns se fazendo de deputados – sanguessugas da esfera estadual e federal, sem falar na municipal; outros, chefões, se fazem de senadores e até presidente! Chega a ser infame.

Em Portugal, você consegue internet com banda de 16 mega, mais telefone com chamadas ilimitadas – tipo aquele “Oi 31 anos”, porém 24h por dia pra toda a rede fiz nacional por uma mensalidade de 50 Euros. O link pra comprovar tá aí: http://acesso.clix.pt/internet/adsl_16megas_precos.html

Sei que o Euro vale mais que o Real, mas se a gente for colocar no papel, pra começar, nem conexão superior a 4 Mega se vê.

Vai que o leitor ainda diga “– Pôxa, mas Portugal é do tamanho de Minas Gerais....”; que seja! Se você pagasse 14 Euros pra poder ligar à vontade, 24 horas por dia, 7 dias por semana, pra qualquer número fixo de MG, já seria um passo.

O pior é que quando a gente comenta que a Telemar poderia fazer algo parecido, acaba escutando “Quê isso! E você acha que eles vão querer deixar de lucrar em cima da gente?”

Guentando a ôia calado.

Pior ainda, só a CEMIG mesmo, que lhe avisa apenas 5 minutos antes de te cortar a luz.

10.9.06

Tele no Mercadão





Muito legal a iniciativa dos caras. Um espaço alto-astral com boa música e gente bonita.
Parabéns.

O encontro é todo sábado, à partir de 16h.

O Pedro Flora espera sua vez.

5.9.06

Aviso aos navegantes

Os post serão mais frequentes.

Promessa é dívida.

O Acrobata.

Pensando em ti - parte II

Pergunto-me porque penso.
Penso
Penso
e penso.

E chego a conclusão de que te quero pleonasticamente muito;
Quero sair pra fora de mim
Entrar dentro de você - Dentro do seu peito
De qualquer jeito
Você e mim.

E como um pobre plebeu,

pergunto

o preço pago

por permanecer

parado.....


pensando.....



na possibilidade

de poder passar

um pouco mais perto

dos teus pés.



Pois...

Pensando em ti

Se todas as mulheres fossem árvores, todas seriam como colmos de bambus - ocas e esguias.

Todas, à exceção de ti - que seria como uma frondosa paineira, de tons róseos e purpúreos, sólida e infustigável pelo vento das alturas.


E se na ocasião fosse um João de Barro, trocaria até o mais florido Ipê, por teus galhos aconchegantes.

Não obstante, se fosse chuva, verteria de tua folha mais alta à raiz mais profunda - passando então a fazer parte de ti.